Comerciantes ouvem Vilson Noer no Acial Convida do mês de agosto
noticia

Comerciantes ouvem Vilson Noer no Acial Convida do mês de agosto

Publicado em 26 de Agosto

O mais recente ACIAL Convida – Encontros de Impacto com Pessoas que Inspiram aconteceu dia 25 de agosto e contou com a presença de Vilson Noer, Presidente da Associação Gaúcha para o Desenvolvimento do Varejo. O assunto buscava atender prioritariamente o setor de comércio da cidade de Alvorada. Durante a exposição, ele comentou a respeito das novas perspectivas para a gestão federal do País, sobre a atual situação do mercado e claro, o tema principal – o cenário do varejo pós crise.
Noer trouxe a condição do novo cenário que irá se instaurar no País após a definição a respeito do impeachment da Presidenta Dilma Roussef. Ele pontuou que esse contexto irá mudar num futuro bem próximo, já que a decisão possivelmente aconteça no dia 29 de agosto de 2016. Além disso, foi colocada o principais problemas e alterações do governo federal desde as eleições de 2014, como o direcionamento dado pelos principais Ministérios.
Segundo a exposição do palestrante, apenas dois setores se salvaram das baixas na economia no País no último ano: o farmacêutico e o de cosméticos. Dentre os setores que mais sofreram com os pontos negativos o de automóveis foi o que teve a maior queda. Aqui no RS o cenário foi semelhante ao nacional.
Com toda essa onda negativa, é comum ver muitas pessoas sendo dando opiniões desmotivadoras sobre o processo econômico. Noer explicou que 2/3 do nosso cérebro pensa com precaução, e essa é a principal razão para essa “onda negativa” da massa da população. Ele destacou que por essa razão manter a confiança ativa é tão importante. É normal as pessoas se sentirem inseguras porque não sabem se o emprego está garantido ou não, dessa forma, o comércio sofre com baixas de receita e consequentemente o ramo da indústria e da prestação de serviços também.
A boa notícia é que a indústria está começando a reagir, mesmo que a passos curtos. Essa é uma notícia que abastece os ânimos, principalmente dos empresários brasileiros, porém o palestrante destacou um ponto fundamental que pode ser considerado positivo: os ajustes que a crise exige. É importante que o empresário aproveite esse cenário e renove, buscando em quais pontos poderá diminuir custos, eliminar negócios que não vendem, prejuízo com prestações de serviço nem tão importantes, colaboradores não tão pro-ativos, etc..
Falando nisso, o aspecto produtividade é muito importante, até porque possivelmente não se haverá outro momento histórico de mais de 12 milhões de empregados no Brasil. Possivelmente a média daqui para frente será de 5 ou 6 milhões, então é fundamental que o mercado esteja preparado para isso: os gestores estejam mais preparados para escolher e os colaboradores mais preparados para exercerem suas funções.
Entramos na era das vendas de verdade, os profissionais deverão vender realmente, diferente de uma época passada em que eles eram mais recepcionistas, que só aguardavam os clientes chegarem! Além disso, o setor de compras é o principal setor de um comércio, porque para vender bem é preciso comprar bem.
Finalizando a exposição, Vilson Noer deixou uma dica aos empresários do comércio: a loja de rua de Alvorada tem que ser mais atrativa porque tem um shopping chegando na cidade e isso exige bem mais dos empresários com comércio externo. Ainda pontuou sobre a motivação e sobre a inovação dos negócios em período de crise. Afinal, é importante manter a mente livre para novas informações e criativa para novas possibilidades.

Últimas Notícias